A desparasitação interna e externa do seu companheiro é de extrema importância para a sua saúde e também da restante família que o acolhe. A administração regular da medicação para esse efeito evita o parasitismo gástrico, intestinal e pulmonar, evitando perda de peso, diarreias, mau estado geral, entre outros. A desparasitação externa evita o contágio por pulgas e carraças e ajuda a afastar o vetor da Leishmaniose, sendo importante na profilaxia de doenças transmitidas por estes parasitas.

DESPARASITAÇÃO INTERNA

Nos cães, a desparasitação deve ser realizada de 15 em 15 dias até os 2 meses de idade, depois uma vez por mês até os 6 meses, posteriormente deverá ser realizada de 3-3, 4-4 ou 6-6 meses, sendo mais frequente quanto maior o contacto com os proprietários, principalmente crianças e idosos.

Nos gatos, a desparasitação deve ser realizada de 15 em 15 dias até aos 3 meses de idade, depois uma vez por mês até aos 6 meses de idade, posteriormente cada 3, 4 ou 6 meses, sendo também mais frequente quanto maior for o contacto com os proprietários, em especial as crianças e os idosos.

No caso de se tratar de um animal desconhecido ou as datas das desparasitações serem erradas, o médico veterinário assistente irá estabelecer um protocolo diferente até poder seguir o protocolo mais adequado ao paciente em questão.

DESPARASITAÇÃO EXTERNA

Nos cães e gatos existem várias alternativas medicamentosas, desde as pipetas spot-on, às coleiras, passando pelos sprays e por alguns champôs. Todos eles têm eficácia com duração variável, assim como na sua administração, que difere consoante a idade e peso do animal.

Para mais informações e em caso de dúvida, não hesite em contactar a equipa da CVL!